Quinta-feira, 27 de Dezembro de 2007

Perspectivas - Contra

Para alem de defenderem que a clonagem e contra-natura, argumentam que torna a reprodução num processo desnecessário, reduzindo o seu significado, e trata o ser humano como se fosse um produto a ser comercializado. A mulher torna-se num instrumento, com o simples propósito de carregar no seu ventre o embrião do clone; alias, existem estudos que pretendem tornar viável a criação de um útero artificial – quando tal acontecer, o humano poderá ser totalmente criado em laboratório. Assim, alguns homens terão controlo sobre os outros, podendo fazer o papel de Deus; e o mais agravante neste domínio entre homens não e tanto a megalomania que dai advém – ou o consequente desaparecimento da fé religiosa – mas a violação de um direito do Homem, segundo o qual todos os homens são iguais. Outro direito violado e o da não-discriminação do humano, pois a partir do momento em que seja possível criar clones, apenas indivíduos com determinadas características serão aceites, o que poderá, em ultimo caso, levar a extinção de certas culturas e raças, diminuindo extremamente a biodiversidade, o que, tendo em conta que e essa variedade de indivíduos que contribuem para o desenvolvimento das espécies, pode ser bastante prejudicial. A dignidade do ser humano, que será reconhecido como um produto e não um ser, também e posta em causa; por exemplo, no caso dos clones, podem mesmo existir problemas psíquicos devido a consciência de que se e uma copia de outro ser.
A ciência usada e investigada sem quaisquer escrúpulos levaria a que o corpo humano se tornasse num mero instrumento de investigação; alguns cientistas não olham a meios para atingir os fins, experimentando em fetos (para posterior extracção de orgaos) de forma cruel.
A clonagem seria ainda um enorme abalador para os alicerces da sociedade, pois a sucessiva produção de clones confundiria as relações de parentesco; uma mulher poderia ser irmã gémea da sua mãe e filha da sua avo.
 
Estes são argumentos utilizados principalmente por médicos e teólogos. Estes últimos acrescentam ainda que a vida humana e um dom de Deus, e que a criação não compete ao homem; em relação a clonagem terapêutica, defendem que não e correcto criar um ser que será depois morto para salvar outro.
publicado por Maravilhoso Material Inutil às 19:45

link do post | comentar | favorito

.Trabalho realizado por

Ana Gil, Carina Gomes e Carolina Camacho.
Alunas de Biologia e Geologia II, na Escola Secundária D. Pedro I

.Navegação

. Introduçao

. Clonagem - Definiçao e Ti...

. Perspectivas - A Favor

. Perspectivas - Contra

. Citações

. Conclusão

blogs SAPO